7 complicações da escleroterapia (foto 1)

4 vantagens e desvantagens da escleroterapia com espuma

A escleroterapia com espuma é um dos métodos mais recomendados no tratamento das varizes. Seu resultado é bastante eficaz, inclusive para varizes grossas. O medicamento utilizado, o polidocanol, em forma de espuma, é aplicado com uma agulha guiada pelo aparelho de ultrassom.

Mas, como todo procedimento médico, a aplicação tem vantagens e desvantagens. O mais importante é escolher um médico especialista em angiologia ou cirurgia vascular, além de uma clínica ou consultório estruturado para que o procedimento seja feito com total segurança.

Vantagens da escleroterapia com espuma

1. Não tem internação

A escleroterapia com espuma não exige internação hospitalar, anestesia ou sedação. O procedimento é realizado no consultório do angiologista, ou do cirurgião vascular. Logo após a aplicação, o paciente já pode voltar para casa, bastando seguir as recomendações médicas.

2. Menos invasivo

Como não se trata de uma cirurgia, não há incisões nem suturas. O médico usa uma agulha, guiada por ultrassom, para injetar o medicamento na veia a ser tratada. Pacientes mais sensíveis sentem o incômodo da picada da agulha.

3. Eficácia para varizes grossas

A escleroterapia com espuma é um método muito eficaz para tratar as varizes de grosso calibre. Isso porque a espuma permanece mais tempo em contato com as paredes da veia doente, favorecendo o efeito esclerosante.

4. Alívio dos sintomas causados pelas varizes

O medicamento utilizado neste tipo de tratamento, o polidocanol, é muito eficaz também para o tratamento de úlceras crônicas, que surgem nos tornozelos. Além disso, ao tratar as varizes com espuma, diminuem-se os inchaços e as dores nas pernas.

Desvantagens da escleroterapia com espuma

1. Reações adversas

O tratamento é eficaz e seguro. Contudo, como qualquer medicamento, o polidocanol, substância que forma a espuma esclerosante, pode chegar nas veias saudáveis, transportada pela corrente sanguínea. Alguns pacientes podem sofrer reações alérgicas. Por esta razão, é fundamental realizar o tratamento com um médico especialista e em clínica que disponha de todo o suporte para atender situações de emergência.

2. Manchas escuras

Outra desvantagem é que podem surgir algumas manchas na área tratada. Na maioria dos casos, as manchas escuras desaparecem com o tempo. Mas, se isso não ocorrer, existem tratamentos dermatológicos para clarear as manchas.

3. Trombose e flebite

Outros riscos do tratamento de varizes com espuma são a trombose e a flebite (inflamação das veias). Essas são complicações raras, mas que devem ser consideradas. Por essa razão, é importante fazer a escleroterapia com espuma em clínicas médicas especializadas.

4. Resultado negativo

A escleroterapia é um tratamento que produz resultados positivos, mas não existe 100% de garantia de sucesso para todos os pacientes. Algumas vezes, o resultado pode não corresponder às expectativas.

Vários sãos os fatores que causam varizes. Para evitar complicações, o ideal é buscar ajuda médica logo que surgirem os primeiros vasinhos. Não por uma questão estética, mas pela saúde cardiovascular. Com o diagnóstico precoce das varizes, o sucesso do tratamento é mais garantido.

Quer saber mais? Clique no banner!

Cirurgia Vascular em Brooklin PaulistaPowered by Rock Convert

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

© Desenvolvido com pelo iMedicina. Todos os direitos reservados.