meias de compressão

Como funciona o tratamento esclerosante de varizes?

Apesar de também poder se manifestar em homens, as varizes são um problema que atinge grande parte das mulheres. Elas consistem no acúmulo de sangue nas veias, o que dilata as suas paredes, fazendo com que fiquem grandes o suficiente para se destacarem na pele.

Até pouco tempo atrás, esse era um problema que só poderia ser resolvido por meio de cirurgia. No entanto, com o avanço da medicina, hoje existem tratamentos menos invasivos, Um deles será explorado na sequência: o tratamento esclerosante.

Funcionamento do procedimento

Trata-se de um procedimento que também é conhecido como aplicação de varizes. Esse nome não é à toa, pois consiste na injeção de um líquido aplicado diretamente na veia ou vaso dilatado, causando sua destruição.

Vale ressaltar que os resultados do procedimento não são imediatos, pois leva algumas semanas até que a veia desapareça por completo. Geralmente é necessário um mês até que o procedimento dê resultados.

Existem três principais tipos de escleroterapia. Com glicose, que, quando é aplicada na veia, causa sua irritação, fazendo com que ela cicatrize e desapareça. O laser, geralmente utilizada para tratar os vasinhos, na camada mais superficial da pele, aumentando a temperatura da região e causando sua destruição. E com espuma, que tem a mesma lógica do funcionamento do tratamento esclerosante com glicose, com exceção de que a substância utilizada é o dióxido de carbono, que trata as varizes mais grossas.

Realização do tratamento esclerosante

O primeiro passo é uma avaliação por um médico especializado, para analisar os benefícios e os riscos que o procedimento apresenta, bem como a melhor técnica a ser utilizada.

Com essa avaliação prévia, é possível partir com mais segurança para o procedimento propriamente dito, que não costuma causar dor significativa. Geralmente, há apenas o desconforto típico da aplicação do laser ou das picadas de agulha e um leve ardor após sua realização, que pode facilmente ser contornado com o uso de cremes anestésicos.

Depois de realizada a primeira aplicação, deve-se retornar ao especialista, para ele verificar os resultados e se serão necessárias mais sessões para corrigir o problema. Apesar de essa necessidade variar de acordo com cada caso, geralmente são apenas as varizes mais profundas que necessitam de mais de uma seção.

Mesmo que se trate de um procedimento pouco invasivo, existem riscos. Os mais comuns incluem hiperpigmentação da pele no local tratado ou aparecimento de bolhas. Mas eles atingem uma pequena parcela das pessoas tratadas e tendem a desaparecer de forma espontânea depois de alguns meses.

Depois da realização do tratamento, recomenda-se evitar exercícios físicos e exposição direta ao sol por pelo menos duas semanas, assim como evitar fazer depilação nas primeiras 24 horas e utilizar meia elástica de compressão.

Tendo uma conversa honesta com seu médico e seguindo todas as recomendações, o tratamento esclerosante para varizes pode trazer ótimos resultados.

Quer saber mais? Clique no banner!

Cirurgia Vascular em Brooklin PaulistaPowered by Rock Convert

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

© Desenvolvido com pelo iMedicina. Todos os direitos reservados.