tratamento para varizes

Como escolher o melhor tratamento para varizes?

Varizes são veias dilatadas e tortuosas que se desenvolvem abaixo da pele. Os membros inferiores (pés, pernas e coxas) são os mais afetados pelo problema. Elas podem ser de pequeno, médio ou de grande calibre. Em algumas pessoas, apenas minúsculas ramificações avermelhadas aparecem. As opções de tratamento para varizes são muitas. E a escolha da mais adequada para cada caso depende de várias razões. Vou listar alguns abaixo: 

Os principais tratamentos para varizes

Escleroterapia química

Popularmente conhecida como “aplicação para varizes”, essa técnica é feita com injeção de uma substância diretamente na variz, com a finalidade de eliminá-la. O número de sessões depende do caso; elas podem ser realizadas quinzenalmente ou mensalmente. O resultado não é visto na hora, podendo levar até um mês para se observar o desaparecimento total dos vasinhos e dos roxos provocados por esse tratamento para varizes.

Escleroterapia a laser

Funciona assim: o calor do raio atinge os vasos sanguíneos, que se fecham e são reabsorvidos pelo organismo. O tratamento a laser garante um bom resultado para vasos com até dois milímetros de diâmetro e que estejam visíveis na pele. É possível tratar membros inferiores, rosto e mãos, em poucas sessões.

Escleroterapia com espuma

É indicada para casos especiais, sendo que a concentração do medicamento é menor, diminuindo, portanto, as chances de manchas escuras, necrose e feridas na pele. Leva espuma no nome porque a substância injetada tem a consistência parecida com uma mousse.

Cirurgia

Trata-se do método mais difundido. O cirurgião, antes de tudo, usa uma caneta especial para demarcar as veias varicosas e facilitar a identificação dos vasos doentes que necessitam ser removidos. Depois, através de incisões pequenas, o médico “puxa” as veias.  O tempo de internação hospitalar raramente precisa passar de 24 horas. 

Cremes, loções e pomadas podem ser considerados um tratamento para varizes?

Eles ajudam apenas no alívio de sintomas como inchaço e dor, ou seja, não fazem as varizes desaparecerem. O ideal, portanto, é que se use meias elásticas de compressão, que otimizam a circulação e evitam o aparecimento e a piora da dilatação dos vasos. O nível de compressão e a medida dependem de cada caso, sendo que o médico poderá orientar o paciente sobre.

Complicações 

Submeter-se ao tratamento para varizes adequado e de forma correta é muito importante para evitar complicações severas. Dentre as opções estão eczema, dermatite, varicoflebite (inflamação), pigmentação e escurecimento da pele, hemorragias (a pele e a parede das varizes muitas vezes ficam tão finas que facilmente se rompem, podendo causar importante perda de sangue) e úlceras (o desdobramento mais temido).

Cada caso demandará um tipo de intervenção. O importante é buscar ajuda médica para que, com base nas características de suas varizes e no seu histórico clínico. O cirurgião sugira o melhor caminho para resolução do problema. Cada técnica demandará cuidados específicos no pós-operatório e a realização de exames de imagem e bioquímicos.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgiã vascular em São Paulo!

Comentários

O que deseja encontrar?

Compartilhe

© Desenvolvido com pelo iMedicina. Todos os direitos reservados.