hemodinâmica

Hemodinâmica para diagnóstico e tratamento: como funciona?

A hemodinâmica é um exame criado para diagnosticar anomalias relacionadas ao coração. Por ser um procedimento médico, ele ajuda o profissional a identificar possíveis doenças, observando a saúde do paciente. Além disso, também pode ser usado como um tratamento menos invasivo, que permite curar patologias mais simples.

No entanto, é fundamental ter alguns cuidados na hora de realizar o exame e contar com um especialista para que todas as etapas sejam feitas com a máxima eficiência.

Para você entender mais sobre essa técnica, neste artigo, vamos mostrar como ela funciona.

Confira!

O que é hemodinâmica?

Trata-se de um conjunto de procedimentos que tem como finalidade diagnosticar e tratar doenças cardíacas. Para tanto, o médico faz o cateterismo, colocando finos cateteres no sistema circulatório, facilitando a visualização do coração e de todo o caminho até ele.

O contraste radiológico também pode ser usado para que o diagnóstico seja mais preciso, possibilitando a cura para diversos problemas, como isquemias coronárias. Com isso, os profissionais analisam as patologias das artérias de forma direta e mais objetiva.

Como funciona o procedimento?

Para que ele possa ser feito, o médico introduz um cateter pela perna, pescoço, virilha ou pelo pulso do paciente, fazendo com que ele entre na circulação e chegue até o coração.

A pessoa a ser examinada fica acordada durante todo o processo, recebendo apenas uma anestesia local para evitar a dor. Depois de ser aplicado o produto anestésico, o profissional fará um pequeno corte na região, por onde o cateter será inserido.

Ao longo do procedimento, o paciente também poderá fazer uso de medicamentos adicionais por meio de uma agulha intravenosa colocada na mão ou no braço. Também são usados eletrodos no peito para fazer o acompanhamento dos batimentos cardíacos.

Quando o exame é indicado?

O médico pode solicitar o cateterismo para:

  • verificar estreitamento ou bloqueios nos vasos sanguíneos;
  • medir os níveis de oxigênio e a pressão em várias partes do coração;
  • retirar amostras de tecidos para realizar exames complementares;
  • verificar a função do órgão;
  • procurar anomalias nas válvulas cardíacas;
  • diagnosticar patologias do coração existentes desde a infância.

Qual é a preparação para a técnica?

O paciente deverá seguir as instruções sobre a alimentação feita 24 horas antes do teste. Geralmente, é recomendado que a pessoa fique em jejum completo de 6 a 8 horas antes de fazer o exame.

Além disso, é fundamental avisar o especialista sobre o uso de remédios, pois alguns medicamentos devem ser evitados antes do cateterismo para não influenciar o resultado, bem como possíveis alergias, como à penicilina ou ao corante do raio-X.

O exame pode durar em torno de 30 a 40 minutos. No entanto, quando existir a necessidade da utilização de um pequeno balão para ampliar a artéria (angioplastia), então, a duração pode levar até 90 minutos.

A hemodinâmica tende a ser tranquila, contudo, é importante contar com um acompanhante para evitar qualquer problema. Também é essencial seguir todas as orientações do médico para que tudo ocorra como o esperado.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgiã vascular em São Paulo!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

© Desenvolvido com pelo iMedicina. Todos os direitos reservados.