laser transdérmico

Perguntas e respostas sobre o laser transdérmico

Os avanços da tecnologia e da medicina possibilitaram o surgimento de novas ferramentas e recursos para o tratamento de doenças. Um exemplo disso, é o laser transdérmico, uma inovação que é um dos grandes aliados na saúde para o tratamento de varizes, com resultados eficientes e não invasivos.

O laser transdérmico consiste em uma alternativa às técnicas e cirurgias convencionais que visam combater os pequenos vasos. Apesar de seguro, eficiente e de ser muito usado, não é raro que dúvidas surjam sobre como é realizado o procedimento.

A seguir, vamos responder algumas delas. Confira!

O que é o laser transdérmico?

O laser transdérmico é uma ferramenta de alta performance voltada para o tratamento de varizes. Essa alternativa surgiu na área da saúde para preencher um espaço, isto é, para resolver as condições que a escleroterapia ou a microcirurgia não conseguiam de forma eficaz.

O tratamento é feito no consultório médico, sendo que não há a necessidade de anestesia e repouso.

O tratamento com laser transdérmico dói?

Dor pode não ser o termo correto. Na realidade, pessoas mais sensíveis podem sentir algum incômodo. Por ser um tratamento à base de luz e calor, pode haver irritação da pele. Porém, isso não é motivo de preocupação, pois existem aparelhos que são equipados com jatos de ar frio para ajudar a minimizar qualquer desconforto que o paciente possa sentir.

O retorno às atividades normais é demorado?

Não. Na verdade, após o tratamento a pessoa já pode voltar a sua rotina tranquilamente. Há apenas algumas observações que precisam ser consideradas, como proteger a área tratada, evitar banhos quentes por alguns dias e o uso de filtro solar. No mais, as coisas seguem normalmente.

Quanto tempo demora para os resultados surgirem?

Entre duas e quatro semanas os efeitos do tratamento com laser transdérmico já podem ser observados. Após um período de cerca de dois meses, é possível perceber os resultados positivos em toda a plenitude. Entretanto, há muitos casos em que os efeitos podem ser vistos a partir da primeira sessão.

O que esperar do tratamento com laser transdérmico?

Os resultados variam de pessoa para pessoa. Todavia, a maioria dos pacientes consegue observar uma redução em torno dos 70% dos vasos visíveis após três sessões.

Para quais tipos de condições é recomendada essa terapia?

O laser transdérmico é indicado para o tratamento das veias reticulares — microvasos de até 3mm de diâmetro — e para telangiectasias — vasos de poucos milímetros que surgem na superfície da pele apresentando uma coloração avermelhada ou acastanhada.

É interessante observar que esse tratamento é personalizado. Ou seja, é possível adaptar a potência e o tipo de laser as necessidades apresentadas pelo paciente.

Há consequências do uso?

Após o tratamento com laser transdérmico é comum que a pele ficar um pouco avermelhada, especialmente quem tem uma tonalidade de pele clara. Também podem surgir manchas roxas nas áreas tratadas. Porém, isso não é motivo de preocupação, uma vez que é algo já esperado: o calor pode provocar a liberação de sangue, mas ele é absorvido novamente em alguns dias.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgiã vascular em São Paulo!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

© Desenvolvido com pelo iMedicina. Todos os direitos reservados.