Sem filtro - O laser na angiologia

O laser na angiologia

O tratamento de varizes vem passando por muitas evoluções nas últimas décadas. A ciência já oferece maior variedade de tratamentos, de acordo com o tipo de problema apresentado e conforme a necessidade do paciente. Nesse sentido, o laser vem ganhando destaque.

O laser tem sido um dos tratamentos mais procurados para as varizes, na atualidade. Essa é uma tecnologia coringa, já que pode tanto tratar varizes superficiais, quanto servir como método cirúrgico para as veias internas. Ao ser aplicado nas varizes do paciente, o laser provoca uma reação térmica, que aquece as paredes da veia varicosa para causar uma inflamação, que a elimina.

Para entender melhor sobre o tratamento das varizes a laser, veja como surgem essas veias alteradas. 

Como surgem as varizes?

As veias têm a função de transportar o sangue para as células, oferecendo oxigênio e nutrientes. Esse processo faz parte do sistema vascular, que é formado pelas artérias, veias e capilares sanguíneos. Quando o sangue retorna ao coração, ele é rico em gás carbônico, que vai coletando todas as “sujeiras” celulares.

O impulso de fazer o sangue circular vem do coração, mas quando é preciso fazer o circuito inverso, ele pode apresentar dificuldades, principalmente nos membros inferiores. A estrutura fisiológica dos vasos sanguíneos possui pequenas válvulas, que impedem o retorno do sangue, processo chamado de refluxo. Isso faz com que o fluxo mantenha seu rumo correto de volta ao coração.

O refluxo faz com que as veias se dilatem demasiadamente para suportar a pressão sanguínea. Em consequência, elas podem se tornar deformadas, tortuosas e mais alongadas. A predisposição de formar refluxos pode ser hereditária e atinge majoritariamente mulheres, obesos, grávidas e pessoas que ficam diariamente muito tempo em pé ou sentadas.

No início, podem surgir pequenos vasos indolores e mais discretos, que vão se transformando em veias dilatadas e mais visíveis, até ficarem grossas, azuladas e dolorosas. As varizes provocam inchaço nas pernas, devido a retenção de líquidos, além de coceira, câimbras, fadiga e queimação na região.

O uso do laser para o tratamento das varizes

O laser se transformou em um tratamento popular para as varizes, como referência de modernidade e eficácia. Em quarto lugar dentre os métodos mais indicados, cuja análise inclui preço e eficácia, muitos pacientes já questionam o médico para que seja utilizado o laser, mesmo que existam outras formas mais objetivas de cuidar das varizes.

O laser é especialmente indicado para varizes superficiais, chamadas de telangiectasias, já que atravessa a pele e age diretamente na parede do vaso doente. Não precisa ser usado apenas nos membros inferiores, mas também nos pequenos vasos encontrados no rosto, tornozelos e pés. 

Para pacientes com dificuldade em lidar com agulhas e pequenos vasos nas pernas e coxas, também é uma boa opção. Em outras áreas do corpo, há o risco de queimaduras e manchas.

Há casos em que é realizado o laser para o tratamento em safenas, cuja recuperação é mais rápida e não há necessidade de retirá-la. Mas, o ideal é que ele seja coadjuvante de outros tratamentos, como o cirúrgico, para evitar posterior rompimento das veias e futura realização de cirurgia.

Durante o procedimento, existe o acompanhamento por meio do ultrassom doppler intra-operatório, como auxiliar da visão do médico. A cirurgia a laser deve ser feita sempre em ambiente hospitalar, para que o paciente esteja seguro e sobre os equipamentos necessários em qualquer situação adversa. O pós-cirúrgico exige uma média de dois dias de repouso, muito mais prática do que os quinze dias de uma cirurgia tradicional.

Quer saber mais? Clique no banner!

Cirurgia Vascular em Brooklin PaulistaPowered by Rock Convert

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

© Desenvolvido com pelo iMedicina. Todos os direitos reservados.