Sem filtro - Ultrassom doppler vascular o que é e quando é indicado (1)

Ultrassom doppler vascular: o que é e quando é indicado?

Há até pouco tempo atrás, a análise do sistema circulatório era feito por meios e exames clínicos utilizados exclusivamente por cirurgiões vasculares ou por angiologistas. Alguns exemplos desses métodos de análise são a radiografia seriada e a flebografia dos membros com o uso de contraste. No entanto, recentemente surgiu a ultrassonografia doppler vascular, considerada uma verdadeira revolução na medicina.

Para entender o que é essa ferramenta, é preciso, antes, entender o que é o efeito doppler. Descrito pela primeira vez em 1842, o efeito doppler é caracterizado por ondas emitidas por um objeto em movimento, em relação ao objeto observado.

Assim, no caso do exame, o que é observado são as ondas sonoras, de natureza mecânica, a partir da circulação do sangue pelas veias do corpo. Por meio do som, é possível observar se a veia está saudável. Assim, trata-se de uma ferramenta de investigação e diagnóstico simples, mas extremamente revolucionária no campo da medicina.

Indicações do ultrassom doppler vascular

O exame tem como objetivo verificar uma série de anomalias que podem surgir nas veias do corpo humano. O resultado considerado normal é aquele em que não há insuficiência ou refluxo venoso, ou seja, as paredes, calibre, compreensibilidade e dimensões venosas estão conforme deveriam estar.

Quando o exame aponta bloqueios no trajeto das veias, que no ultrassom aparecem como pequenos coágulos intraluminais, esses são indícios de trombose venosa. De outra forma, quando o ultrassom doppler vascular detecta reflexo segmentar, insuficiência segmentar e/ou na veia safena, isso indica a presença de varizes.

Benefícios do ultrassom doppler vascular

O primeiro grande benefício do exame é a capacidade de detectar a saúde dos vasos sanguíneos como um todo, dando informações precisas sobre a forma, conteúdo e características do fluxo do sangue.

Além de ser um exame indolor, minimamente invasivo e dispensar o uso de iodo contrastado, o doppler pode ser feito por mulheres grávidas, portadores de vasculopatias, fumantes e até mesmo por diabéticos.

A eficácia do exame reside, em grande parte, na capacitação técnica do profissional de saúde. É preciso treinamento e especialização em angiologia ou cirurgia vascular para a prática segura do ultrassom doppler vascular. Por isso, consulte um profissional de confiança.

Quer saber mais? Clique no banner!

Cirurgia Vascular em Brooklin PaulistaPowered by Rock Convert

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

© Desenvolvido com pelo iMedicina. Todos os direitos reservados.